Leite: muito além do cálcio


No último grande evento de alimentação que aconteceu em São Paulo, o III Congresso Brasileiro de Nutrição e o Ganepão 2009, o leite protagonizou uma das discussões mais relevantes.

A nutricionista Silvia Cozzolino, professora da USP, elencou algumas das preciosidades do líquido branco que muita gente nem desconfia. Por essas e outras, ele, sem dúvida alguma, merece um brinde e não pode ficar fora do seu cardápio.

Proteína da boa
“O leite oferece proteína de altíssima qualidade, que é muito bem aproveitada no nosso organismo”, ressalta Silvia. Esse nutriente é fundamental para a construção de tecidos e, por isso, colabora para a beleza dos cabelos, das unhas e da pele. Sem falar que ajuda a preservar os músculos.

Estudos recentes mostram ainda uma ligação entre os aminoácidos do leite, ou seja, suas partículas proteicas, e a redução da pressão arterial.

Mix vitaminado
A festejada vitamina A, que protege os olhos, também faz parte da composição dessa bebida. Lá estão também as vitaminas B2, fundamental para a produção de energia, e B12, que atua no combate à anemia e ajuda a melhorar a concentração.

Tem mais: a vitamina D, fundamental para a saúde óssea e que todo mundo associa tanto ao sol, é outra que dá as caras no leite. Mais um ponto para ele, uma rara fonte (quando se fala em alimento) dessa substância.

Minerais ao montes
Para enriquecer a lista de superpoderes do suco leitoso, a professora Sílvia mencionou nutrientes menos conhecidos, como o zinco e o selênio. O primeiro fortalece o sistema imunológico e favorece a cicatrização. Já o selênio tem ação antioxidante, isto é, contribui para a integridade celular.

E, claro, não dá para falar dessa bebida sem mencionar o cálcio. “A absorção do mineral por meio dela é muito boa. Pois ainda que muitos vegetais, como é o caso dos brócolis, contenham grandes quantidades do nutriente, nem sempre ele é tão bem aproveitado no nosso organismo”, salientou a nutricionista.

Aproveite tudo!
Para não desperdiçar nadica dessa riqueza, a sugestão de Sílvia é distribuir o consumo do leite ao longo do dia. “Estudos mostram que a absorção dos nutrientes da bebida e seus derivados é melhor em pequenas porções.”

No caso específico do cálcio, uma boa orientação é evitar o consumo excessivo de café e chá preto, que, por causa da cafeína, costumam atrapalhar um pouco o desempenho do mineral. Mas, veja bem, não é preciso banir nenhum dos dois do cardápio. Basta não exagerar.

Palavras chaves: leite, benefícios do leite.

3 comentários:

  1. Puxa Carol.. mas e quem tem intolerância?? Sempre tomei leite, a minha vida inteira. Mas de um hora para outra, se faço dele um hábito, passo mal! Posso tomar vez que outra e tudo bem.. O problema é que não sei como substituir ele na alimentação, pois as vezes nem iogurte desce. Como queijinho de minas, mas acho que não é suficiente... bjokas.

    ResponderExcluir
  2. Oi querida! Varia mto o grau de intolerancia.. tem pessoas que consegue comer/tomar os derivados tranquilamente.Quando a intolerância é mais grave o ideal é substituir por leite de soja.. vale a pena experimentar várias marcas, pois elas são bem diferentes uma das outras. Beijoss

    ResponderExcluir
  3. é verdade! não gostei mto do leite de soja.. mas vou dar uma insistida, acho que vale a pena!! Linda, meu aniver terca (20/7), no New York Lounge, a partir das 20:30. Vou adoraaar se tu e o Gui forem, ok?? bjokas!

    ResponderExcluir