Doença Inflamatória Intestinal

O termo Doença Inflamatória Intestinal, ou DII, refere-se a condições crônicas que apresentam inflamação do revestimento e da parede do intestino, como resultado de uma lesão. É representado principalmente pela Doença de Crohn e pela Retocolite Ulcerativa. Estas são doenças muito semelhantes entre si e por isso, algumas vezes, difíceis de serem diferenciadas. Ambas causam inflamação que tornam o intestino vermelho, inchado e muitas vezes com úlceras, que são feridas abertas no revestimento do intestino. Todas essas alterações podem causar sintomas de dor abdominal, cólica e diarréia principalmente e até sangramento. Quando a inflamação é muito grave, toda a parede do intestino incha, as úlceras podem então penetrar profundamente na parede lesada e causar perfurações. São doenças crônicas, que não têm cura, mas com tratamento médico e acompanhamento adequado podem ser mantidas sob controle.

A principal diferença entre a duas doenças é a localização da inflamação: a Doença de Crohn pode afetar qualquer parte do tubo digestivo, da boca ao ânus. Já a Retocolite Ulcerativa só acomete o intestino grosso, ou cólon.

Em ambas os pacientes alternam períodos em que não apresentam sintomas com períodos muito sintomáticos ou de crise. O tempo decorrido entre uma crise e outra depende de cada caso mas pode chegar a vários meses.

Ignora(m)-se a(s) causas dessas doenças, mas existem fatores genéticos, alterações da resposta do sistema imune e fatores ambientais envolvidos. Agentes infecciosos como bactérias, vírus, parasitas, não são reconhecidos como fatores causais. Fatores emocionais, estresse, não são causa, mas aparecem exacerbando a doença. Alimentos podem precipitar sintomas, porém não se pode atribuir a eles qualquer outra participação. É preciso ter um bom acompanhamento médico e nutricional para melhorar a qualidade de vida dos portadores dessa doença.

Nenhum comentário:

Postar um comentário